O rejuvenescimento íntimo é mais do apenas lasers.

Nós temos recebido em nosso site, uma gama de emails com perguntas e questões sobre o rejuvenescimento íntimo. Principalmente, sobre o uso do laser, e eu acho que a culpa disso, é da mídia com a divulgação do laser no meio leigo.

O rejuvenescimento íntimo não se baseia somente na utilização do laser, e isso é algo que deve ser esclarecido a todos. Existe uma série de áreas terapêuticas que podemos usar para tratar dessa região.

Basicamente, temos dois tipos de queixa nessa região, a queixa estética e a funcional. Precisamos diferenciar esses dois tipos de queixa, geralmente os problemas em estética, estão relacionadas as perguntas que minhas pacientes fazem, como:

“Dra. Ale, estou com essa região mais escura depois do parto!”, “Dra. Ale, eu tenho muitos pelos encravados!”, “Dra, eu estou sentindo uma flacidez, a região está mais mole do que o normal e isso me incomoda.”.

Questão estética da região íntima.

Quando falamos de manchas escurecidas, ou alterações no tom de pele da região, nós utilizamos os lasers para despigmentar a região íntima.

Da mesma forma que envelhecemos em nosso rosto, nós envelhecemos na região íntima. Muitos fatores podem influenciar na estética da região, como a perda de gordura na região, dando aspectos envelhecidos e flácidos, e nesse caso, os lasers não irão resolver. Já nesta ocasião, iremos recorrer ao preenchimento.

Questão funcional da região íntima.

Quando falamos sobre a questão funcional, nós temos duas categorias.

A incontinência urinária é uma delas. Ela se manifesta quando sorrimos, tossimos ou realizamos atividades mais agitadas, e por esses motivos, a paciente perde uma quantidade urina.

A redução da libido é a outra categoria, influenciando principalmente nas relações e questões pessoais.

São queixas funcionais e internas, que na maioria dos casos são resolvidas com o laser. Essa tecnologia veio de fato, para melhorar a autoestima da mulher em relação à sexualidade e funcionalidade.

Mas nem todas as queixas são resolvidas pelos lasers, e várias vezes iremos ter uma abordagem cirúrgica ou com um enfoque nos preenchedores, justamente para tratar aspectos que o laser não tem capacidade para ajudar. 

O que fazer se não sei direito a minha queixa?

A primeira coisa a se fazer, é procurar um ginecologista e avaliar se está tudo em ordem. Se tudo estiver em ordem, o próprio ginecologista poderá encaminhar você até a nós para podermos realizar outra avaliação e verificar qual a melhor escolha para o seu caso.

Eu tenho certeza que, quando bem indicada, os tratamentos proporcionam uma melhora notável na qualidade de vida das mulheres.

Se você tem dúvidas, pode vir, que nós vamos te ajudar e trilhar o melhor tratamento para o seu caso, respeitando todas individualidades pessoais e aspectos a serem trabalhados.

Um grande beijo,

Dra. Alessandra Haddad

 

sexta-feira, 2 de março de 2018

Rejuvenescimento Íntimo – Tudo que você precisa saber!

Saiba tudo sobre a Toxina Botulínica e Preenchimento.

Muitas pacientes fazem a seguinte pergunta para mim: “Doutora, com que idade eu devo começar a fazer procedimentos estéticos?”.

Bom, se a paciente está no consultório, é porque algo está incomodando e ela está em busca de uma estratégia ou um planejamento para tratar desse incômodo.

Você tem que estar com uma pele bonita, vistosa, sem rugas ou algo a mais incomodando, deve ser realizada todo um planejamento para cada caso. Nesse momento,eu devolvo a pergunta: “Mas o que te incomoda?”

A partir dessa pergunta, é realizada toda uma estratégia para cada paciente com seus respectivos incômodos. Um diferencial, está no fato de quando o paciente tem uma boa rotina, já é metade do caminho andado.

Diversas vezes, pacientes jovens e novas chegam no consultório querendo realizar botox e preenchimento, em áreas que nem sempre precisam desse tipo de abordagem.

Os dois procedimentos principais que você precisa começar a entender a diferença nas estratégias e planejamentos dos tratamentos, são: A toxina botulínica e o preenchimento.

3 principais indicações para a toxina botulínica (botox).

Linhas e rugas expressão na testa, entre as sobrancelhas e por último, os famosos “Pés de galinha” nos olhos. A toxina botulínica trabalha com a paralisia muscular, e por consequência, evita os movimentos da regiões mais acometidas pelas linhas de expressão.

É um procedimento com caráter preventivo também, e pode ser utilizado em uma idade mais jovem. Caso as linhas já estão presentes, será mais difícil de trabalhar, porém, também pode ser melhorado e tratado.

Menos, é mais, quando falamos sobre a toxina botulínica. Fazer a aplicação de botox em certo pontos onde não são necessários uma paralisia do músculo, pode acabar tornando a sua face artificial e sem expressão.

Quando devemos realizar um preenchimento?

O preenchimento é um gel de ácido hialurônico que é aplicado em locais, onde falta volume. Por exemplo, uma paciente que tem a área dos olhos com um aprofundamento muito grande ou sulcos mais proeminentes, pode recorrer a esse tratamento.

Agora que você a diferença entre os dois, busque o tratamento ideal!

Os dois principais carros-chefes dos procedimentos. A toxina botulínica e o preenchimento.

Saber diferenciar, pode lhe dar a oportunidade de começar a pensar sobre onde e como corrigir os seus problemas; E o mais importante, saber como tratar o que mais te incomoda. Essa é a hora certa de começar a tratar, quando você não está se sentindo bem consigo mesmo.

Saiba sobre a arte da harmonização facial também! Clique aqui para conhecer essa associação de técnicas que rejuvenescem a sua pele.

 

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Quais a principais diferenças entre toxina botulínica e preenchimento?

O que é a Harmonização facial?

Você sabe o que é a harmonização facial? Ou até mesmo os famosos MD Codes?

São dois temas que estão muito presentes na mídia, e são procedimentos fantásticos.
Mas qual a diferença entre a harmonização facial e os MD Codes?

Os MD Codes condizem a uma técnica criada por um grande amigo meu, o cirurgião plástico Maurício de Maio,  que ensina o produto a ser utilizado e onde ele será aplicado; Mas, ele não ensina como avaliar cada face em cada caso, e isso se chama harmonização facial.

A arte da Harmonização facial.

Harmonização facial é uma arte dominada por nós, para equacionar e equilibrar a sua beleza de acordo com a sua estrutura óssea, idade e estética individual.

Esse procedimento considera uma série de fatores, desde o formato do seu rosto. Um rosto triangular como o da Madonna, por exemplo, não pode ser harmonizado da mesma forma que um rosto mais redondo.

Além de observarmos o formato, é realizada a abordagem dos 3 terços das face, onde são feitas mensurações nesses terços tanto na horizontal quanto na vertical, buscando a proporção ideal entre os lábios, olhos e nariz.

Essa técnica, exige conhecimento e paciência.

É um estudo muito grande e minucioso feito por profissionais que como eu, que fizeram 2 anos de residência em cirurgia geral, 3 anos em cirurgia plástica e mais 2 anos de especialização em dermatologia.

Para você conseguir uma boa equação de harmonização facial, não basta você apenas injetar os produtos, é bem além disso. É necessário um olhar cuidadoso e minucioso com cada paciente, individualizando cada caso.

Pacientes jovens por exemplo, podem citar queixas como as olheiras, que nem sempre são olheiras, podem ser um problema no terço médio da face. Ou até mesmo, uma paciente que reclama de um nariz grande, mas quando observamos de perfil, é o queixo dela que é pequeno em relação a proporção do rosto.

Nós iremos te ajudar nessa busca pela harmonia facial.

Então, para engrandecer você como indivíduo e paciente, é necessário que seja feita uma avaliação absolutamente individualizada, respeitando todas suas características e necessidades

A técnica a qual será utilizada irá depender de cada profissional, porém antes da técnica, vem a avaliação customizada para cada paciente, e é isso que nós buscamos a cada dia, respeitando tanto faixa etária, etnia e o sexo do paciente na busca dessa harmonia.

Veja também, 5 formas de tratar a flacidez facial! Clique aqui.

Um beijo,

Dra. Alessandra Haddad.

 

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Harmonização facial – A arte para equilibrar a estética em seu rosto.

Mitos sobre os tratamentos na época verão.

Nessa época do ano, vários pacientes chegam aqui no consultório incomodados com manchas de pele, flacidez, cicatrizes de acne e nos perguntam – “Eu queria tratar, mas nessa época a gente não pode, não é doutora?”

A resposta é sim, nós podemos nos tratar normalmente na época do verão e justamente por ser a época do ano onde temos mais tempo disponíveis para nós mesmos, com as férias, viagens e descanso.

Tratamentos que podem ser realizados no verão

Flacidez de pele

A flacidez por exemplo, pode ser tratada com ultrassom microfocado ou lasers infravermelhos, que são procedimentos que após serem realizados exigem cuidados pequenos e simples como o protetor solar, e desse modo você trata a flacidez e segue a vida normal no verão.

Procedimentos com ácido

Obviamente você não pode realizar muitos tratamentos ou procedimentos com ácidos específicos, porque realmente com esse tipo de substância no corpo não se pode ir para a praia.

Botox e Skinbooster

Essa época também é muita boa para as aplicações de botox, onde você irá conseguir o auge dos benefícios da toxina botulínica. Os preenchimentos podem ser feitos nos sulcos, olheiras e outras regiões da face.

O skinbooster garante um ótimo resultado para tratar a flacidez e conseguir uma hidratação profunda, e para quem não lembra, o skinbooster são aqueles pontos de ácido hialurônico, que irão dar um “up” na pele da face.

Você pode se cuidar no verão sim!

Existem muitos tratamentos que podem ser realizados nessa época, mas mantendo sempre um nível de consciência do filtro solar e das orientações do pós procedimento. Bom senso e equilíbrio são muito importantes, e vamos nos tratar no verão sim!

O suor excessivo, é algo que também pode ser tratado no verão! Clique aqui e saiba mais.

Dra. Juliana Romanini.

 

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Tratamentos na época do verão – Quais podemos fazer?

Você tem suor em excesso?

Um dos problemas mais comuns e que acomete muitas pessoas principalmente na época do verão, é a hiperidrose, ou seja o suor em excesso.

O que mais incomoda em relação à hiperidrose é o fato de a pessoa colocar uma roupa clara, seja para uma entrevista ou encontro, e acabar ficando bem marcada aquela pizza embaixo do braço, e isso não é nada agradável.

Até mesmo profissionais que usam luvas no trabalho, que começam a transpirar muito na região das mãos, ou pessoas que suam muito na testa, o que atrapalha principalmente as mulheres na hora de colocar uma maquiagem.

Tratamento para hiperidrose

Em pacientes no qual a hiperidrose está no início, utilizamos tratamentos conservadores, como alguns antitranspirantes mais potentes, porém isso nem sempre ajuda todas as pessoas que sofrem, e algumas estão em estágios mais avançados.

Nos casos mais extremos costumo indicar a toxina botulínica, principalmente na época do verão. Realizando nessa época você obtém o auge de funcionalidade da toxina.

A toxina botulínica bloqueia a liberação das glândulas de suor, melhorando e perdurando um resultado que pode durar várias épocas do ano, desse modo a sua qualidade de vida melhora muito. Temos vários casos em que os pacientes até param de utilizar o antitranspirante.

É um tratamento cômodo, com uma anestesia rápida e que não causa nenhum trauma ou incômodo maior à pele, sendo uma solução simples e com um procedimento muito bom, que chega a durar perto de um ano.

Comece o tratamento o quanto antes!

Essa opção de tratamento é uma indicação minha para essa época do ano, porque desse modo você consegue evitar ao máximo qualquer tipo de constrangimento relacionado a esse problema com o suor.

Você tem algum problema com a acne também? Clique aqui para conhecer o tratamento!

Dr. Rafael Marques

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Suor em excesso? Conheça os tratamentos indicados!

Fique atento as manchas e pintas, ajude a prevenir o câncer de pele!

Depois do Outubro rosa e do novembro azul, estamos no Dezembro laranja, um mês muito importante para lembrarmos das campanhas de prevenção ao câncer de pele.

O instituto nacional do câncer fez uma pesquisa, onde foram constatados 176 mil casos de câncer de pele por ano, sendo um número muito expressivo; A prevenção é sempre o melhor tratamento e quanto antes ela for iniciada, mais fácil se torna os procedimentos e melhor os resultados desse tratamento.

O autoexame é algo extremamente simples, contanto com 5 itens que devem ser citados:

  • Assimetria nas pintas e manchas.
  • Bordas das pintas irregulares.
  • Pintas escuras e irregulares.
  • Diâmetro das pintas.
  • Evolução da pinta.

Esses 5 itens fazem parte do autoexame, porém, o diagnóstico só pode ser realizado por um dermatologista.

Aqui no consultório nós temos um olhar mais apurado para esses itens utilizando de um dermatoscópio que é uma lupa de grande aumento, onde é analisado a assimetrias, as bordas, pintas irregulares, diâmetro da pinta e você irá me contar como foi a evolução desta pinta.

Além do dermatoscópio, exames como o mapeamento digital de todas as suas pintas, onde é realizado uma vez ao ano e serve como um documento para acompanhar a evolução dessas pintas e sabermos a hora de tirar ou começar um tratamento.

A prevenção do câncer de pele, é extremamente importante e deve ser aqui no consultório que ela deve ser feita.

Então agora que estamos no Dezembro laranja, é a hora de você olhar as suas pintas e a dos seus filhos, e vir aqui no consultório para prevenir e tratar essas pintas.

Um grande beijo!

Dra. Juliana Romanini.

Sua pele está desidratada? Conheça um tratamento para acabar com esse incômodo. Clique aqui!

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Dezembro Laranja: Prevenção e combate ao câncer de pele

News

Pele seca envelhece mais rápido, você sabia?

Hoje minha dedicação é para pele seca. Aquelas pessoas que velejam, esquiam, nadam e a pele fica extremamente seca, ou as mulheres na fase da menopausa e, pior ainda, pacientes na melhor idade.

A pele seca, além daquele inconveniente tátil, de ficar extremamente difícil e com sensação de estar repuxando, ela tem o inconveniente estético, apresentando uma série de rugas finas, e ainda tem o inconveniente funcional. A pele seca por si só perde toda a função de barreira que a pele tem e fica mais sensível, aquela pele que no frio arde e no calor coça.

Não existe nenhuma hidratação que pareça ser suficiente para acabar com aquela descamação aparente. E é essa pele seca que a gente vai abordar, porque a pele ressecada fica sem defesa e a gente precisa devolver o funcionamento normal da pele.

A pele troca a cada 28 dias, em média, mas essa troca é feita da seguinte maneira: a pele que está morta em cima vai embora e isso é um aviso para as células que estão lá em baixo fazerem uma pele nova. Então é um mecanismo de feed back, a célula velha vai embora e a nova começa a nascer. Mas todo esse reloginho só funciona na vigência de uma boa hidratação.

Por isso as pessoas de pele seca sofrem muito até com o envelhecimento precoce, porque a troca da pele não pode ser feita de uma maneira apropriada.

Existem uma série de providências e medidas que a gente tem que tomar nesses casos. O banho ser mais rápido ou menos quente, por exemplo, medidas com farmácia de manipulação, em que a gente manipula cremes que repõem na pele tudo que você perdeu (os ácidos graxos, as ceramidas, os hormônios). A gente manipula um creme sob medida e a pessoa faz a hidratação domiciliar.

Para quem não tem paciência para manipulação, cremes à base de uréia e lactato de amônia podem ser encontrados prontos na farmácia e também são uma boa arma de hidratação domiciliar.

Em alguns casos, no entanto, isso não é suficiente, e aí a gente tem que lançar mão da hidratação feita em cabine. Para isso, as nossas esteticistas têm uma série de tratamentos que, através de micro correntes e de outros estímulos elétricos, conseguem empurrar o creme através da barreira cutânea para dentro da sua pele, tornando a hidratação bem mais efetiva.

Nos casos mais graves ainda entra a ação do médico. A gente dá pequenas injeções de ácido hialurônico dentro da derme e isso vai funcionar como se a gente estivesse injetando o hidratante na pele.

Essas pequenas gotinhas se chamam skinbooster, e elas vão trazer a água para perto delas e fazer a hidratação de dentro para fora.

O resultado com a gente injetando o hidratante lá dentro da pele é que, do lado de fora, você melhora muito mais o viço, a textura, o brilho dessa pele e as rugas finas.

Se o skinbooster é indicado para o seu caso? A Dra. Juliana tem um vídeo que vai explicar bem melhor isso.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Pele seca tem jeito?