Dra. Alessandra fala de laser íntimo e os benefícios do procedimento para a mulher madura

Laser íntimo e aumento do prazer

Laser íntimo é assunto de reportagem na revista Veja

A busca pelo prazer sexual tem levado mulheres a recorrerem ao laser, mas os benefícios vão muito além disso.

Quando que algum tempo atrás eu poderia imaginar ver na revista Veja uma reportagem como essa, “A curtida das maduras”? Sabe sobre o que fala essa reportagem? Sobre como as mulheres na idade madura estão tendo o direito de resolver com quem elas querem sair e como elas querem sair. Não estão necessariamente procurando um casamento ou um relacionamento sério, mas sim estão admitindo que querem ter relacionamentos até casuais na terceira idade e estão fazendo isso através de aplicativos. A partir do 40 anos, o Happn é o aplicativo que mais promoveu encontros entre as mulheres maduras.

E essa maturidade também requer que a gente tenha cuidados na região ginecológica. Coincidência ou não, na mesma Veja a reportagem que vem na sequência é “A eterna busca pelo prazer”.

Você já assistiu nosso vídeo sobre o aumento do prazer? Clique aqui e confira!

Nessa reportagem eles falam de um assunto que a gente já falou diversas vezes em vídeos e no site que é o aumento do prazer com o uso das tecnologias. Aponta o laser e a radiofrequência, que a gente vem usando há pelo menos 3 anos no consultório, como uma arma para retomar o prazer através da melhora na vascularização e da troca do tecido da região.

A Dra. Alessandra já falou sobre esse assunto no blog. Clique aqui e confira!

Uma pena só é que eles focam muito na busca do prazer e esquecem todos os outros benefícios que o laser pode trazer para a mulher madura. Ele ajuda muito naquela flacidez pós-parto, ajuda quando a gente tem aquela perda de urina aos pouquinhos quando faz esporte ou quando tem impacto, geralmente por conta da flacidez daquela região também.

Ajuda demais no ressecamento vaginal, é um tratamento excelente no pós-quimioterapia, aquela paciente que não consegue ou tem a relação sexual prejudicada pela quimioterapia, ou seja, a reportagem tem muito mérito sim em falar sobre o prazer sexual, mas a gente tem uma outra gama de coisas que podem ser feitas nessa região para melhorar ainda mais a qualidade de vida da mulher na questão ginecológica e sexual.

Se você tem alguma dúvida, venha! Vai ser um prazer ajudar você.    

A Dra. Alessandra e a Dra. Mariana Halla conversaram sobre rejuvenescimento íntimo. Clique aqui e assista!

Standard