Dra. Alessandra Haddad dermatologista

Rejuvenescimento íntimo com laser

Laser: poderoso aliado contra flacidez íntima

Doze anos atrás um ginecologista americano foi o pioneiro em fazer cirurgia interna e externa na parte ginecológica com bisturi e ele relatou um aumento do prazer em todas as pacientes que passaram pela cirurgia.

Isso acendeu uma luz: se essa cirurgia dentro e fora aumenta o prazer, existem dois grandes grupos que poderiam se beneficiar disso. Primeiro as mulheres que fazem parto, porque no pós-parto acontece aquele laceamento do canal vaginal e ocorre toda uma flacidez nessa região genital. O segundo grande grupo seria das mulheres na perimenopausa.

A gente perde colágeno no corpo inteiro, como não perderia na região íntima e ginecológica também? Isso tem algumas consequências graves, porque na hora que você perde colágeno, tem toda uma flacidez naquela região e ela resulta em sintomas clínicos desagradáveis: perda de urina (às vezes quando a pessoa vai rir ou quando vai fazer um esforço, praticar um esporte), às vezes perda de fezes, eliminação involuntária de flatos e até uma redução da libido e do prazer em decorrência do aumento dessa flacidez.

Eu preciso de uma cirurgia?

Hoje em dia praticamente ninguém mais usa a cirurgia desse pioneiro americano de 12 anos atrás, porque graças à tecnologia israelense avançadíssima tem um laser que a gente usa dentro do canal vaginal e que faz o tratamento de toda essa flacidez da região.

À medida que o laser é aplicado no canal vaginal ele vai trocando aquele tecido flácido por um tecido novo, que vem rico em colágeno e vasos, e ele pode apertar todo o trajeto do canal vaginal, melhorando a flacidez dessa região e todos esses sintomas de incontinência, de diminuição de libido. E pode, inclusive, ser feito na área externa, melhorando o aspecto escurecido que às vezes a vagina toma.

Você pode pensar “nossa, isso deve doer muito”! Não. Incrivelmente esse laser quase não dói. Ele é feito em consultório ao invés de enfrentar internação, bisturi, centro cirúrgico, ele é feito em consultório, com uma pomada de anestesia. A gente faz aplicações com intervalos de um mês e, em média, são necessárias três aplicações.

A partir de que idade esse procedimento é indicado?

Abaixo dos 18 anos nunca, mas dos 20 aos 60 qualquer idade em que o sintoma aconteça. A maioria das mulheres que procuram a gente estão na perimenopausa, onde a sexualidade ainda é uma coisa importante, mas começa a haver um declínio por conta da queda hormonal e de todo reflexo da perda dos hormônios na parte ginecológica.

Depois de feito o laser a recuperação é muito rápida, a paciente volta às atividades no dia seguinte e a única coisa que a gente pede é evitar a relação sexual por uns 2 a 6 dias, dependendo da intensidade do seu tratamento. Mas a coisa boa é que os primeiros resultados já aparecem após 10 dias da primeira aplicação.

Dito isso, se você tiver qualquer dúvida ou achar que a gente pode lhe ajudar com essa tecnologia ou com qualquer outra informação, marque um horário com a gente, venha conversar, vai ser um prazer ajudar você!

Standard