Como é a dieta Low Carb?

No último tema, que você pode ler clicando aqui!; Nós conversamos sobre algumas Dietas que nos ajudar a emagrecer forma saudável e indicada para nós mesmos. Bom, agora eu vou falar sobre uma dieta específica, que é a Dieta Low Carb.

A dieta low Carb, não se baseia somente na retirada do arroz no almoço e no jantar como se diz por aí. Essa é uma dieta que gira em torno de 50 a 200 gramas de carboidrato por dia, e isso é o importante.

Mas a taxa de 50 a 200 gramas é uma variável muito grande. Como vou saber se a Low Carb é para mim?

Se em uma dieta de 1000 calorias, 100 gramas forem carboidratos, essa é uma dieta Low Carb. Existem variações que dependem da dieta e da forma que ela é elaborada para cada caso, tendo sempre uma proporção entre a taxa de calorias e carboidratos.

Exemplo: Uma pessoa pode ingerir 2000 calorias e se alimentar de 180 gramas de carboidratos e outra pode se basear em 1500 calorias com 120 gramas. As duas dietas, são Low Carb.

Como eu sei o quanto de carboidratos tem em cada alimento? Qual alimento eu posso comer?

O ideal é escolher os alimentos com carboidratos integrais, como: Farinha integral, arroz integral, pão integral, frutas e etc. Esses alimentos são extremamente indicados no caso de optarmos por uma dieta Low Carb.

É uma dieta boa ou ruim?

Bom, essa é uma dieta interessante que possibilita uma alimentação boa e com uma restrição de carboidrato em um nível adequado, levando um dia a dia normal. E os resultados dependem da sua adaptação em relação a ela.  

Dieta Cetogênica

A dieta cetogênica é como uma ramificação da dieta Low Carb, tendo uma taxa menor de 50 gramas de carboidratos por dia

Com a taxa menor de carboidratos, ocorre o processo de cetose. Com esse processo, a gordura é oxidada e utilizada como fonte de energia. Porém, essa dieta é mais restritiva e deve ser realizada de forma mais rígida.

Procure a dieta mais adequada para você!

Agora que você entende o que é a dieta Low Carb e a dieta cetogênica, agende a sua consulta para realmente avaliar o seu caso e ver se essa dieta, é a melhor para você!

Dr. Gustavo Cosenza

 

quarta-feira, 21 de março de 2018

Dieta Low Carb – O que é essa Dieta? Como fazer?

Qual a importância dos exercícios físicos na perda de peso?

A atividade física é muito importante na manutenção do peso, conseguindo melhorar diversos aspectos da saúde e também ajudar na chegada do peso ideal e a mantê-lo.

E qual atividade física você deve fazer? Nós temos algumas opções, como: Musculação, caminhadas e corridas, tênis. Pensar em qual exercício você vai fazer, é o primeiro passo; A atividade que você gosta, é a que deve ser escolhida.

Procurar um esporte no qual você se adapte com mais facilidade, sem sentir dor ou algum tipo de dificuldade, tendo prazer em fazer o exercício. Quando você descobrir qual esporte você gosta, já é meio caminho andado.

No início é indicado que você fazer o esporte no mínimo 3 vezes por semana. Quando já estiver acostumado, intensificar o exercício é uma ótima opção para maximizar os possíveis resultados.

O treinamento HIIT (High Intensity Interval Training).

Esse treinamento acontece de forma intervalada e com alta intensidade, sendo possível realizá-lo de várias maneiras. Dependendo da atividade física, você pode intervalar de modo intenso e modo leve, como por exemplo:

Um intervalo de 20 segundos entre corrida intensa, 20 segundo de caminhada e 20 segundos parado, repetindo esse tiro, 8 vezes.

O treinamento HIIT, proporciona o ganho de preparo físico em pouco tempo do cotidiano, com ótimos resultados. Mas é imprescindível fazer esse treinamento? A resposta é não.

Procure variar nos treinamentos.

Apesar do treinamento HIIT ser uma ótima opção, ele não é o único que deve ser realizado. Você pode tornar os 3 treinamentos semanais mais leves, variando entre treinamento HIIT intenso, leve ou corrida extensa longa ou curta. São várias opções de variação.

O crossfit é um grande exemplo dessa variabilidade, tendo desde exercícios musculares a exercícios aeróbicos, com atividade física de força e de alta intensidade também. Ele traz bons resultados, mas precisa de uma boa orientação e um respeito com os limites do seu próprio corpo e também o descanso.

Mas e a musculação? Quando devemos fazer?

A musculação deve-se ser feita principalmente quando buscamos ganhar mais massa muscular. Caso a gente procure emagrecimento, nós devemos focar nos treinamentos aeróbicos e não em musculação.

O que podemos fazer na clínica?

Nós iremos buscar o melhor esporte para você e tentar aliar com uma dieta, para você se alimentar bem e ter energia para praticar o seu exercício. Te ajudar independente do seu objetivo, seja ele, ganhar massa muscular ou perder peso.

Um abraço,

Dr. Gustavo Cosenza

 

quinta-feira, 8 de março de 2018

Exercícios Físicos – Entenda a importância do exercícios na perda de peso!

O rejuvenescimento íntimo é mais do apenas lasers.

Nós temos recebido em nosso site, uma gama de emails com perguntas e questões sobre o rejuvenescimento íntimo. Principalmente, sobre o uso do laser, e eu acho que a culpa disso, é da mídia com a divulgação do laser no meio leigo.

O rejuvenescimento íntimo não se baseia somente na utilização do laser, e isso é algo que deve ser esclarecido a todos. Existe uma série de áreas terapêuticas que podemos usar para tratar dessa região.

Basicamente, temos dois tipos de queixa nessa região, a queixa estética e a funcional. Precisamos diferenciar esses dois tipos de queixa, geralmente os problemas em estética, estão relacionadas as perguntas que minhas pacientes fazem, como:

“Dra. Ale, estou com essa região mais escura depois do parto!”, “Dra. Ale, eu tenho muitos pelos encravados!”, “Dra, eu estou sentindo uma flacidez, a região está mais mole do que o normal e isso me incomoda.”.

Questão estética da região íntima.

Quando falamos de manchas escurecidas, ou alterações no tom de pele da região, nós utilizamos os lasers para despigmentar a região íntima.

Da mesma forma que envelhecemos em nosso rosto, nós envelhecemos na região íntima. Muitos fatores podem influenciar na estética da região, como a perda de gordura na região, dando aspectos envelhecidos e flácidos, e nesse caso, os lasers não irão resolver. Já nesta ocasião, iremos recorrer ao preenchimento.

Questão funcional da região íntima.

Quando falamos sobre a questão funcional, nós temos duas categorias.

A incontinência urinária é uma delas. Ela se manifesta quando sorrimos, tossimos ou realizamos atividades mais agitadas, e por esses motivos, a paciente perde uma quantidade urina.

A redução da libido é a outra categoria, influenciando principalmente nas relações e questões pessoais.

São queixas funcionais e internas, que na maioria dos casos são resolvidas com o laser. Essa tecnologia veio de fato, para melhorar a autoestima da mulher em relação à sexualidade e funcionalidade.

Mas nem todas as queixas são resolvidas pelos lasers, e várias vezes iremos ter uma abordagem cirúrgica ou com um enfoque nos preenchedores, justamente para tratar aspectos que o laser não tem capacidade para ajudar. 

O que fazer se não sei direito a minha queixa?

A primeira coisa a se fazer, é procurar um ginecologista e avaliar se está tudo em ordem. Se tudo estiver em ordem, o próprio ginecologista poderá encaminhar você até a nós para podermos realizar outra avaliação e verificar qual a melhor escolha para o seu caso.

Eu tenho certeza que, quando bem indicada, os tratamentos proporcionam uma melhora notável na qualidade de vida das mulheres.

Se você tem dúvidas, pode vir, que nós vamos te ajudar e trilhar o melhor tratamento para o seu caso, respeitando todas individualidades pessoais e aspectos a serem trabalhados.

Um grande beijo,

Dra. Alessandra Haddad

 

sexta-feira, 2 de março de 2018

Rejuvenescimento Íntimo – Tudo que você precisa saber!

Saiba tudo sobre a Toxina Botulínica e Preenchimento.

Muitas pacientes fazem a seguinte pergunta para mim: “Doutora, com que idade eu devo começar a fazer procedimentos estéticos?”.

Bom, se a paciente está no consultório, é porque algo está incomodando e ela está em busca de uma estratégia ou um planejamento para tratar desse incômodo.

Você tem que estar com uma pele bonita, vistosa, sem rugas ou algo a mais incomodando, deve ser realizada todo um planejamento para cada caso. Nesse momento,eu devolvo a pergunta: “Mas o que te incomoda?”

A partir dessa pergunta, é realizada toda uma estratégia para cada paciente com seus respectivos incômodos. Um diferencial, está no fato de quando o paciente tem uma boa rotina, já é metade do caminho andado.

Diversas vezes, pacientes jovens e novas chegam no consultório querendo realizar botox e preenchimento, em áreas que nem sempre precisam desse tipo de abordagem.

Os dois procedimentos principais que você precisa começar a entender a diferença nas estratégias e planejamentos dos tratamentos, são: A toxina botulínica e o preenchimento.

3 principais indicações para a toxina botulínica (botox).

Linhas e rugas expressão na testa, entre as sobrancelhas e por último, os famosos “Pés de galinha” nos olhos. A toxina botulínica trabalha com a paralisia muscular, e por consequência, evita os movimentos da regiões mais acometidas pelas linhas de expressão.

É um procedimento com caráter preventivo também, e pode ser utilizado em uma idade mais jovem. Caso as linhas já estão presentes, será mais difícil de trabalhar, porém, também pode ser melhorado e tratado.

Menos, é mais, quando falamos sobre a toxina botulínica. Fazer a aplicação de botox em certo pontos onde não são necessários uma paralisia do músculo, pode acabar tornando a sua face artificial e sem expressão.

Quando devemos realizar um preenchimento?

O preenchimento é um gel de ácido hialurônico que é aplicado em locais, onde falta volume. Por exemplo, uma paciente que tem a área dos olhos com um aprofundamento muito grande ou sulcos mais proeminentes, pode recorrer a esse tratamento.

Agora que você a diferença entre os dois, busque o tratamento ideal!

Os dois principais carros-chefes dos procedimentos. A toxina botulínica e o preenchimento.

Saber diferenciar, pode lhe dar a oportunidade de começar a pensar sobre onde e como corrigir os seus problemas; E o mais importante, saber como tratar o que mais te incomoda. Essa é a hora certa de começar a tratar, quando você não está se sentindo bem consigo mesmo.

Saiba sobre a arte da harmonização facial também! Clique aqui para conhecer essa associação de técnicas que rejuvenescem a sua pele.

 

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Quais a principais diferenças entre toxina botulínica e preenchimento?

O que é a Harmonização facial?

Você sabe o que é a harmonização facial? Ou até mesmo os famosos MD Codes?

São dois temas que estão muito presentes na mídia, e são procedimentos fantásticos.
Mas qual a diferença entre a harmonização facial e os MD Codes?

Os MD Codes condizem a uma técnica criada por um grande amigo meu, o cirurgião plástico Maurício de Maio,  que ensina o produto a ser utilizado e onde ele será aplicado; Mas, ele não ensina como avaliar cada face em cada caso, e isso se chama harmonização facial.

A arte da Harmonização facial.

Harmonização facial é uma arte dominada por nós, para equacionar e equilibrar a sua beleza de acordo com a sua estrutura óssea, idade e estética individual.

Esse procedimento considera uma série de fatores, desde o formato do seu rosto. Um rosto triangular como o da Madonna, por exemplo, não pode ser harmonizado da mesma forma que um rosto mais redondo.

Além de observarmos o formato, é realizada a abordagem dos 3 terços das face, onde são feitas mensurações nesses terços tanto na horizontal quanto na vertical, buscando a proporção ideal entre os lábios, olhos e nariz.

Essa técnica, exige conhecimento e paciência.

É um estudo muito grande e minucioso feito por profissionais que como eu, que fizeram 2 anos de residência em cirurgia geral, 3 anos em cirurgia plástica e mais 2 anos de especialização em dermatologia.

Para você conseguir uma boa equação de harmonização facial, não basta você apenas injetar os produtos, é bem além disso. É necessário um olhar cuidadoso e minucioso com cada paciente, individualizando cada caso.

Pacientes jovens por exemplo, podem citar queixas como as olheiras, que nem sempre são olheiras, podem ser um problema no terço médio da face. Ou até mesmo, uma paciente que reclama de um nariz grande, mas quando observamos de perfil, é o queixo dela que é pequeno em relação a proporção do rosto.

Nós iremos te ajudar nessa busca pela harmonia facial.

Então, para engrandecer você como indivíduo e paciente, é necessário que seja feita uma avaliação absolutamente individualizada, respeitando todas suas características e necessidades

A técnica a qual será utilizada irá depender de cada profissional, porém antes da técnica, vem a avaliação customizada para cada paciente, e é isso que nós buscamos a cada dia, respeitando tanto faixa etária, etnia e o sexo do paciente na busca dessa harmonia.

Veja também, 5 formas de tratar a flacidez facial! Clique aqui.

Um beijo,

Dra. Alessandra Haddad.

 

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Harmonização facial – A arte para equilibrar a estética em seu rosto.

A acne cosmética pode ser solucionada facilmente!

Vocês já ouviram falar de acne cosmética? Se não, tenho certeza que já viram as acnes cosméticas, mas não sabiam de fato que eram.

A acne cosmética são todas aquelas espinhas que são causadas por produtos, como cremes, hidratantes, protetor solar e maquiagens. São produtos que após o uso, geram diversas espinhas de uma vez só.

Principalmente na época do verão onde todos nós vamos a praia, usamos hidratantes, óleos corporais e protetores solares não adequados corretamente ao tipo de pele. Esses produtos geram manchas nas costas, braços e até a testa.

Em alguns casos, a acne pode ser adquirida através dos shampoos ou óleos com função hidratante, e isso pode ser melhorado através do produto adequado para sua pele.

É comum no verão, as pessoas comprarem protetores solares que não condizem e nem visam uma proteção da sua pele, e isso é um problema grave, que pode gerar várias manchas e acnes na face, nas costas e ombros.

O ideal, é verificar qual o protetor solar indicado para a sua pele, assim como os cremes, hidratantes e até mesmo as maquiagens diárias que são adequadas para a sua superfície cutânea da face.

Avaliar a diferença de uma espinha com causa hormonal para uma acne causada por produtos que você pode estar utilizando diariamente, e muitas vezes, uma simples troca de produto, pode ser a solução para o seu problema, que é a acne cosmética.

Tome conta do seu contorno facial também! Saiba as indicações e tratamentos clicando aqui!

Um abraço,

Dr. Rafael Marques.

 

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Acne cosmética – O que é? Saiba as causas e como resolver!